Obras raras da Literatura de Cordel disponíveis para download gratuito

A Fundação Casa de Rui Barbosa está disponibilizando um acervo raro da Literatura de Cordel com mais de duas mil obras para download gratuito. O Projeto Literatura Popular em Versos reúne, até agora, obras e biografias de 21 cordelistas.

Cordel O cordel surgiu no Brasil na segunda metade do século XIX e se expandiu da Bahia ao Pará. Para as pessoas da época, os folhetos com contos fantásticos, histórias de amor, aventuras de heróis e tantos outros temas que chegavam da Europa, viraram uma fonte de informação e divertimento. O poeta nordestino, então, passou a incorporar e adaptar essas histórias à sua realidade, relatando-as através de sua linguagem cotidiana, atrelada às xilogravuras e ilustrações das capas dos folhetos que ajudavam a compor a obra.

O projeto da Casa de Rui Barbosa começou com a iniciativa da Professora Ivone da Silva Ramos Maya que, ao receber um material muito raro do cordelista Leandro Gomes de Barros, um dos mais reconhecidos poetas do gênero, começou a imaginar uma forma de difundir a obra do autor.  A proposta tem por objetivo preservar a Literatura de Cordel, para que seu enorme valor histórico e cultural não se perca. Devido à raridade e antiguidade da produção, foi necessário submeter as obras à restauração e posterior digitalização, permitindo, assim, propagá-las de maneira mais fácil, via internet.

O Acervo completo pode ser encontrado neste link: http://www.casaruibarbosa.gov.br/cordel/apresentacao.html

Share This:

Você também pode gostar:

15 thoughts on “Obras raras da Literatura de Cordel disponíveis para download gratuito

  1. Excelente iniciativa mesmo! Não só por tentar preservar a literatura de cordel, e a manter viva e conhecida para outras gerações, mas também, e principalmente, por tornar mais fácil o seu acesso. Parabéns!

  2. Adorei. É cultura, amo literatura de cordel. É difícil de ser disponibilizado dessa forma. Ótima idéia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *