O Homem que Caiu na Terra

O Homem que caiu na terra”, primeiro filme protagonizado por David Bowie, volta às salas de cinema no mês em que o cantor/ator completaria 70 anos e um ano após seu falecimento no dia 10 de janeiro. Dirigido por Nicolas Roeg, o filme, relançado no dia 12/01/2017, teve sua versão original restaurada quarenta anos depois de sua estreia em 1976.

Livro O Homem que caiu na terraO filme de ficção científica é uma adaptação do livro homônimo escrito por Walter Tevis, para o qual David Bowie foi escolhido para interpretar o papel do alienígena Thomas Jerome Newton — sua figura retrata perfeitamente a imagem excêntrica e andrógina de um homem que veio do espaço — que vem à Terra em busca de água para salvar o seu planeta, Anthea, da destruição. Infiltrado, Thomas tenta se adaptar à vida terrestre e seu conhecimento tecnológico avançado acaba servindo para que ele se torne um empresário milionário em pouco tempo. Mas o mundo dos humanos acaba se revelando um campo cruel e competitivo, onde a ganâcia, o sexo, os vícios e os instintos humanos mais primitivos imperam, com os quais Newton precisará aprender a lidar.

Labirinto livro DarksideEstreando com o pé direito no cinema, David Bowie posteriormente faria outros filmes, entre eles o “Labirinto — a magia do tempo”. O longa-metragem, de 1986, dirigido por Jim Henson, com roteiro de Terry Jones e produzido por George Lucas e Eric Rattray, também não ignorou a essência exótica de Bowie, que deu vida a Jareth, o Rei dos Duendes. O filme conta a história da adolescente Sarah que, cansada de cuidar de seu irmão mais novo, Toby, acaba desejando que ele desapareça, mas o pedido que deveria ser apenas uma brincadeira acaba se tornando real e Toby é capturado pelo Rei dos Duendes e levado para um enorme labirinto. Agora Sarah precisa resgatar o irmão até a meia-noite, para evitar que ele também se transforme em duende.

Com a tocante morte de Bowie, a editora Darkside lançou duas edições belíssimas de “O Homem que caiu na terra” e “O Labirinto” em sua homenagem.  A edição de “O Labirinto” relembra o livro que Sarah lê no filme. Escrito por A.C.H. Smith em parceria com Jim Henson, o livro comemora os 30 anos do filme e contém as ilustrações dos duendes feitas por Brian Froud, além de trechos inéditos com 50 páginas do seu diário, detalhando a sua ideia de como era o  Labirinto.

Veja o trailer do filme restaurado. 

Share This:

Você também pode gostar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *